domingo, abril 30, 2006

Cara alegria,


Minha cara alegria,
O que você diria
Se eu dissesse que te chamaria
Para simplesmente ouvir
Um lírio declamando poesia?

O que você faria
Se eu te chamasse um dia
Para escutar as pedras a espreguiçar,
Enquanto a noite finda,
E não nasce o dia?

Mas não pergunto.
Não falo
Me escondo em mim mesmo
Dentro de um castelo de pedra e gelo

Imaginando como seria,
Se eu te amasse um dia,
Enquanto choro por dentro
E por fora rio.

Meu nome em grego é coragem,
Mas ao te ver,
É tudo que me falta,
E de grego, viro tupi, sem o acento.
E agouros tristes choro
Na antítese de teu nome, alegria

Sem julgamentos,
Sem medo.
Antes que me tranque novamente
Em uma casa de areia e névoa
Escondida em meu pensamento,
Inconstante como o vento
Pergunto eu, timidamente,
Se eu poderia gostar de você,
Minha cara Alegria.


2 Comentários:

Blogger Saint Glin Glin disse...

"E como ela jamais respondeu
O castelo fechou-se...."

seg mai 01, 07:44:00 PM  
Blogger cintia disse...

Sem muito o que dizer,acreditando que a falta de palavras já diz tudo.

dom mar 16, 08:39:00 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial